Bienal de Arquitetura de Chicago: o que esperar da 2ª edição

capabienalarq
Entre 16 de setembro e 7 de janeiro de 2018, uma série de eventos, performances e exposições invadem Chicago na segunda edição de sua Bienal de Arquitetura. Cerca de 140 escritórios de arquitetura, artistas, designers e criativos do mundo todo foram convidados pelos curadores Sharon Johnston e Mark Lee, do escritório Johnston Marklee, de Los Angeles, a elaborar intervenções diversas pela cidade. bienalarq bienalarq1Make New History” é o tema desta edição que busca, através das intervenções, tirar dos livros o que está na história da produção arquitetônica e levar essas informações para a cidade, dando novos significados. Segundo os curadores, a ideia é continuar as propostas apresentadas na primeira edição que atraiu mais de 500 mil visitantes em três meses, sendo considerado o maior evento de arquitetura da América do Norte. bienalarq2 bienalarq3O Centro Cultural de Chicago é espaço principal da Bienal, que terá seus três andares ocupados com intervenções. Uma delas é a do artista James Welling, que exibirá fotografias psicodélicas e coloridas na fachada do prédio. Por lá, ainda participam nomes importantes como os arquitetos Francis Kéré e SANAA. bienalarq4 bienalarq5Além do edifício, outros lugares espalhados pela cidade também participam do programa, como Garfield Park Conservatory, que terá Francois Perrin, do escritório Air Architecture, suspendendo estruturas em meio às árvores – uma proposta de reflexão sobre a forma como estamos vivendo com a natureza. Os arquitetos da SO–IL e a artista Ana Prvački também estarão no local com uma performance musical intitulada  L’air pour l’air. Outros seis museus e galerias de arte abrigam mais exposições. Confira a programação completa AQUI. bienal

MORE Architeture/ Design

Duzett District
Copyright ® 2015